O que fazer em Berlim - Catedral de Berlim
Dicas de Viagem,  Países

O que fazer em Berlim. Várias atrações.

Nenhuma capital do mundo se parece com Berlim, e talvez seja porque nenhuma teve um século tão agitado. Por isso quando se pergunta, o que fazer em Berlim, as opções são diversas.

Esta é uma cidade que foi a capital mundial das festas nos dourados anos 1920 e depois foi destruída e dividida em duas pela segunda guerra. A história recente faz com que Berlim chame a atenção de todo mundo, inclusive pelos seus pontos turísticos.

E quando as duas metades se reuniram, cerca de 30 anos atrás, Berlim ganhou uma nova identidade. Hoje é conhecida como um centro de novas ideias, que oferece muitas opções de diversão, que evita qualquer citação a novas guerras, um ambiente descolado e socialmente consciente.

E se você precisa de paisagens fotográficas, Berlim tem muitas e estão espalhadas por todos os cantos.

Uma cidade de muitas faces, em constante transformação. Essa é a força de Berlim, capital da Alemanha, a nova potência econômica da Europa. Uma cidade que está em confronto direto com Londres pelo centro mais dinâmico do velho continente.

Claro que Berlim atrai grupos de artistas alternativos e jovens de todo o mundo. Isso porque possui uma atmosfera libertina, quase radical e suas inúmeras atrações de lazer.

Há algo para todos os gostos aqui, cinema, arte e cultura, da música techno às noites malucas no clube.

Graças aos projetos contínuos de reconstrução de edifícios após a reunificação, Berlim parece um canteiro de obras perpetuamente. Sempre aberto e que surpreende os visitantes com muitas diferentes faces de seus bairros.

Minha opinião

Eu me surpreendi muito com Berlim, na verdade o primeiro contato foi um choque. Tinha acabado de sair de Paris, e quando cheguei a capital alemã meu olhar teve que mudar. A beleza de Berlim é diferente, está no ar, nos muros, em paredes e colunas, algumas ainda com marcadas das balas e dos conflitos que aconteceram na cidade.

Vamos agora conhecer algumas das principais atrações da cidade. Claro que há muitas outras, mas esses na minha opinião são essenciais para todos os turistas que realmente queiram sentir que conheceram a cidade.

Kit completo planejamento viagem
O melhor kit de planejamento de viagem agora gratuito.

1. O que fazer em Berlim: Portão de Brandemburgo

Talvez uma das obras que mais represente a força do povo alemão. Para quem visita pela primeira vez Berlim, o Portão de Brandemburgo é obrigatório nos primeiros dias.

Ele está carregado de emoção e significado, como um marco sempre presente durante a destruição na Segunda Guerra Mundial e do Muro de Berlim.

Este monumento cerimonial foi erguido na virada da década de 1790 por ordem do rei prussiano Frederico Guilherme II, no local de um dos antigos portões defensivos de Berlim. Na sua imagem, há a representação de uma carruagem puxada por quatro cavalos, todos sustentados por 12 colunas que formam cinco corredores.

Como em outros lugares as marcas das guerras estão presentes no portão, nas suas colunas e na sua história. Quando estive lá havia uma exposição com diversas fotos e fatos históricos sobre Berlim, e uma das fotos é essa que vou colocar abaixo. Ele mostrava como o portão ficou logo após a segunda guerra.

O que fazer em Berlim - Portão de Brandemburgo
Berlim – Portão de Brandemburgo – Fonte: De Malas para o Mundo

2. O que fazer em Berlim: Reichstag (parlamento Alemão)

Outro marco que resume o drama que passou Berlim durante o século 20 é o Reichstag, que atualmente é o centro de encontro do Parlamento alemão.

A parte antiga do edifício é neobarroco e foi construído em 1894, e abrigou Comandantes Imperiais até ser danificado no histórico incêndio em 1933. As ruínas foram preservadas até a queda do Muro de Berlim.

Após a reunificação da Alemanha, foi iniciado um projeto de restauração, que buscou transformar o Reichstag em um novo símbolo da Alemanha unificada. E no meu ponto de vista eles conseguiram, pois o local ficou lindo.

Em sua estrutura física, se destaca uma nova cúpula de vidro na qual você pode olhar para a câmara de debate dos políticos e apreciar a paisagem urbana de Berlim. Tudo isso conectado a um guia de áudio, que também transmite em português informações sobre o local e também toda a Berlim.

Quando foi ao parlamento estava um dia lindo, ensolarado, com as bandeiras da Alemanha e da União Europeia tremulando. Além disso o local possui uma vista maravilhosa da cidade e do Parque Tiergarten que eu falo mais abaixo.

O que fazer em Berlim - Reichstag (parlamento Alemão)
Berlim – Reichstag – Fonte: De Malas para o Mundo

3. Parque Tiergarten

Um dos parques abertos mais bonitos de toda a Europa, Tiergarten pode ser uma parada para recarregar as energias em um belo cenário. No outono, quando as folhas caem, se forma um grande cinturão de folhagem espessa, que cobre o chão de todo o parque.

Como tantos parques urbanos europeus, o Tiergarten já foi um campo de caça antes de ser reformado na década de 1830 pelo arquiteto prussiano Peter Joseph Lenné. Com isso se transformou em um ponto de encontro do povo berlinense há quase 200 anos.

“A maioria das árvores são de espécie nativa, como faias e carvalhos. Contudo existem também espécies que não são comuns, como o liquidâmbar, azaleia e gingko biloba”, descreve Jüergen Goette, um dos inspetores do parque.

Além da vegetação extensa nos seus 210 hectares, esse parque é utilizado pelos berlinenses para festas, shows, encontros e famílias para passeios e piqueniques.

O que fazer em Berlim - Parque Tiergarten
Berlim – Parque Tiergarten – Fonte: De Malas para o Mundo

4. O que fazer em Berlim: Coluna da Vitória (Siegessäule)

Perto do lindo parque Tiergarten, há outra grande oportunidade para conhecimento e fotos. Trata-se da Coluna da Vitória, um monumento que chama a atenção pela sua beleza e altura.

A Coluna da Vitória foi construída em 1864 após a derrota da Dinamarca na Guerra Dinamarquesa-Prussiana.

Mas também representaria uma série de outras vitórias naquela época, sobre a Áustria e depois a França em 1870-71. Após esses sucessos, uma escultura de 8,3 metros de Victoria foi adicionada ao topo da coluna, pesando 35 toneladas.

Todo o monumento ficava em frente ao Reichstag, mas foi movido em 1938-39 para seu local atual no centro de uma rotatória como parte do ambicioso plano de Hitler de remodelar Berlim como “Capital Mundial da Germânia”.

Ao comprar um bilhete de entrada, você pode subir os 285 degraus da escada em espiral para observar o Tiergarten e Berlim, 51 metros acima do parque.

Infelizmente durante minha viagem não consegui subir para ter outra bela vista da cidade, mas se tiver tempo e um pouco de disposição pode conseguir fotos incríveis de Berlim.

5. O que fazer em Berlim: Ilha dos Museus

Sem dúvida, uma das paradas obrigatórias a todos que desejam se encantar com as inúmeras opções de arte de Berlim. Considerada como Patrimônio Mundial da UNESCO, a Ilha dos Museus, localizada em Spree, é um conjunto de cinco museus mundialmente famosos.

Visitar esses museus incríveis, passeando entre os locais, pode ser o sonho dos amantes da arte.

Esses cinco museus estão entre os mais conhecidos e visitados em toda Europa. Estes são o Museu Altes, a Galeria Nacional Alte, o Museu Neues, o Museu Bode e o Museu Pergamon.

Berlim - Ilha dos Museus
Berlim – Ilha dos Museus

Uma dica aqui é comprar o passe que dá acesso a todos os museus, que foi o meu escolhido. Mesmo que não vá em todos, se deseja conhecer pelo menos dois, já fica mais barato comprar o passe.

Então se gosta desse tipo de atração, não é loucura separar um dia inteiro para aproveitar ao máximo. Porém se essa não é muito a sua praia, te aconselho visitar pelo menos o Museu Pergamon. Vou falar mais sobre ele abaixo, mas vale a viagem.

Este pequeno distrito dos museus, e toda a noção ampla de transformar um lugar geralmente fechado em um ambiente aberto e acolhedor. Obra de um produto do Iluminismo e teve seu início e desenvolvimento no século XIX.

Poder e Riqueza

Os museus também foram uma oportunidade para mostrar a riqueza e sofisticação das coleções reais prussianas e os frutos de suas vitórias no século XIX. Essa coleção de museus tinha como objetivo não apenas demonstrar as obras pertencentes ao povo Alemão, mas também representar o valor que as artes possuem no pais.

A primeira instituição a abrir foi o Museu Altes em 1830, projetado por Karl Friedrich Schinkel. Arquiteto que desenhou vários monumentos neoclássicos em torno de Berlim naquele período. O último foi o Museu Pergamon de 1930, enquanto o Museu Neues de 1859 foi reaberto em 2009 depois de ter sido destruído na guerra.

Berlim - Ilha dos Museus
Berlim – Ilha dos Museus

6. Museu Pergamon

Durante minhas viagens tive a oportunidade de conhecer alguns dos museus mais visitados do mundo. Por isso vou dividir um pouco da minha opinião sobre ele com você.

Esse é um museu diferente de tudo, no local existem construções enormes como a porta de Istar da Babilônia, as portas do mercado de Mileto da época do império Romano e o Altar de Pérgamo, que dá nome ao museu.

Fiquei sem palavras, nunca tinha visto nada igual em um só local. Estava fascinado ao pensar que aqueles monumentos me conectavam com pessoas que viveram a mais de 2000 anos. Antepassados que um dia também passaram por aquele local e pararam para apreciar essas obras.

Além disso o museu possui diversos objetos maravilhosos de arte islâmica, como tapeçaria, azulejaria e trabalhos em madeira. Também se encontra no local objetos da antiga Babilônia e Suméria.

Se for a Berlim não perca a oportunidade de passear no tempo conhecer esse lindo museu, será uma experiência única.

O que fazer em Berlim - Museu Pergamon
Berlim – Porta do mercado de Mileto – Fonte: De Malas para o Mundo

7. O que fazer em Berlim: Gemäldegalerie

Continuando o passeio cultural, vou te avisar que as pinturas de alguns dos maiores artistas da Europa até o século 18 estão disponíveis para visita na galeria Gemäldegalerie. Sem dúvidas um dos principais museus de arte da Europa.

A galeria Gemäldegalerie é um dos pontos principais a serem visitados para todos os admiradores de artes. A título de introdução, estou falando de Botticelli, Albrecht Dürer, Rubens, Rembrandt, Hans Holbein, Raphael, Vermeer e muitos outros artistas conhecidos e admirados.

Contudo, esta riqueza da pintura não foi acumulada por uma única família, mas foi curada pelo governo prussiano a partir de 1815, como um ponto único de coleção da arte europeia. Na galeria se encontram mais de 1.250 obras importantes, por isso reserve algumas horas para não deixar de visitar a obra de arte do seu artista favorito.

Kit completo planejamento viagem
O melhor kit de planejamento de viagem agora gratuito.

8. O que fazer em Berlim: Memorial aos Judeus Mortos da Europa

Há poucos metros do portão Brandemburgo, está o solene e poderoso memorial do holocausto, projetado pelo arquiteto nova-iorquino Peter Eisenman.

Situado no que costumava ser a “faixa da morte do Muro de Berlim”, estão 2.711 blocos de concreto de alturas variadas, em um padrão de grade em um espaço aberto que faz com que o memorial tenha uma imagem ondulada.

Os blocos estão em 54 linhas norte-sul e 87 linhas perpendiculares leste-oeste.

O memorial incentiva você a interagir e refletir, e também há uma galeria subterrânea. Uma rede de quartos temáticos oferece informações sobre as vítimas judias do holocausto, com biografias, cartas e pertences pessoais de algumas.

Minha opinião

Apesar disso tudo, quando vi fotos do local pela internet não me interessei muito. Pois achei que seriam apenas blocos espalhados no memorial sem muito sentido. Mas, pela importância histórica resolvi dar uma chance e visitar o monumento, e não me arrependi.

A forma como o memorial é feito, andar por aqueles blocos, saber o que aconteceu, não sei explicar, mas foi uma sensação diferente de tudo que senti em outros lugares. Realmente a obra cumpre seu objetivo, e te faz pensar e sentir.

E no meio disso tudo, ainda meio confuso pelo que estava sentindo, vi essa imagem e tirei uma foto que gosto muito de ver quando quero lembrar de tudo que Berlim pode te proporcionar.

Berlim - Memorial aos Judeus Mortos
Berlim – Memorial aos Judeus Mortos – Fonte: De Malas para o Mundo

9. Mauerpark

Ahhh, o Mauerpark. Um mercado de pulgas no real sentido da palavra, um local onde os berlinenses frequentam e vendem todo tipo de coisa. E acredita no que digo, todo tipo de coisa mesmo.

Você encontra brinquedos, livros, LP´s, partes de móveis, móveis inteiros, moedas e notas antigas, prataria, porcelana, sapatos, roupas, bolsas, acessórios e muito mais.

Além disso, também existem algumas bancas que vendem coisas novas, principalmente de vestuário como camisas, bijuterias e alguns artigos artesanais e de decoração. Nesses casos são coisas mais exclusivas ou diferenciadas que você não costuma encontrar em outros locais de Berlim. Pelo menos no meu caso, muita coisa eu só encontrei ali.

Porém o Mauerpark domingo já virou algo muito maior que apenas um mercado de pulgas. É uma atração que acolhe todo tipo de gente como turistas, berlinenses, artistas de rua, um pessoal jovem e alternativo, cantores, acrobatas e famílias.

E o principal, todo mundo aproveitando da sua maneira e respeitando o outro. Apesar de cheio não vi confusão em nenhum momento.

Também existe no local uma “praça de alimentação”, onde tem todo tipo de comida e você pode aproveitar para almoçar ou lanchar lá. Eu adorei a comida e me diverti muito.

O Karaokê

Agora o ponto alto de domingo no Mauerpark, o karaokê.

O karaokê é público e qualquer um pode participar, desde que chegue cedo.

Você teria coragem de colocar um pouco de português em Berlim?

Se tiver, vou adorar ver o vídeo, então me marque no Instagram. Agora não se preocupe muito, no dia que estive lá o pessoal aplaudia todo mundo, independente da performance.

O que vale mesmo é um pouco de diversão.

O Karaokê acontece em um pequeno anfiteatro que tem no local durante o verão. Começa aproximadamente as 15hs, “patrocinado” por um excêntrico irlandês chamado Joe Hatchiban que dá o ar da graça com sua bicicleta que tem uma caixa de som e microfone adaptados.

Pra ter certeza que terá o Karaokê e irá se divertir com a galera no domingo é bom consultar na página deles no Facebook.

Uma dica, tente ir a Berlim no domingo e não perca esse passeio por nada. Além de gratuito foi um dos mais divertidos e interessantes da viagem.

O que fazer em Berlim - Mauerpark
Berlim – Mauerpark – Fonte: De Malas para o Mundo

Endereço: Bernauer Strasse 63- Prenzlauer Berg – 10437  – Berlim

10. O que fazer em Berlim: Atrações extras

East Side Gallery

Esse é um lugar muito conhecido que vale a pena visitar. É uma parte preservada do Muro de Berlim onde existem vários grafites e pinturas que ficaram conhecidas mundialmente.

Existem partes do Muro espalhadas por toda a cidade, porém, nesse local, são aproximadamente 1300 metros de muro às margens do Rio Spree.

Na East Side Gallery existem cerca de 106 grafites e pinturas feitas por artistas locais que mostram a realidade vivida pela Alemanha a décadas.

O grafite da foto abaixo talvez seja o mais emblemático, o conhecido beijo entre o líder soviético Leonid Brezhnev e o presidente comunista alemão Erich Honecker.

O que fazer em Berlim - East Side Gallery
Berlim – East Side Gallery – Fonte: De Malas para o Mundo

MacLaren´s Pub

Se você gosta da série “How I Met Your Mother” como eu essa talvez seja uma visita obrigatória em Berlim, o MacLaren´s Pub.

Além de ser um local muito bacana para comer algo e tomar algumas das cervejas do bar ainda existem várias lembranças da série como o trompete azul, os quadros que a Lily pintou do Barney e do Marshall entre várias outras coisas

Como fã da série eu gostei muito, e acredito que você também pode se divertir.

Berlim - MacLarens´s Pub
Berlim – MacLarens´s Pub – Fonte: De Malas para o Mundo

Conclusão e comentários

Sem dúvida, Berlim é uma das cidades mais incríveis que conheci. Com ambientes que se contrastam, construções eficientes, parece que tudo na cidade funciona da forma como deveria.

Também tem inúmeros parques lindos e tranquilos contrastando com lembranças do Holocausto, bares e comida de rua para todos os gostos. Sua visita a essa cidade é sempre mergulhada em lembranças, esse é um povo que não quer esquecer seu passado. Pois sabe que conhecer sua história é importante para saber que não vai se repetir no futuro.

E se depois dessas dicas Berlim entrou no seu roteiro, não deixe de visitar o blog Simplesmente Berlim. Lá você vai encontrar muitas, muitas dicas, atrações, transporte e tudo mais.

Já está fazendo o seu roteiro pra Berlim? Se ainda não começou, deixe nos comentários o porquê, se sim escreva as atrações imperdíveis na sua viagem.

Por fim, ficou com alguma dúvida? Quer compartilhar dicas que te ajudaram? Gostaria apenas de conversar comigo ou com outras pessoas sobre assunto? Então deixe seu comentário abaixo. 👇

E não esqueça, se te ajudei com esse post e acha que posso auxiliar outras pessoas também, não deixe de compartilhar no WhatsApp ou sua rede social favorita. Assim você também contribui com o blog 💓!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *