Primeira passagem de avião
Dicas de Viagem,  Histórias

Primeira passagem de avião. A minha história.

Olá viajante, neste post vou te contar como foi o dia em que comprei minha primeira passagem de avião. Acho que essa é uma boa história para você descobrir que somos iguais, todos temos medos e dúvidas. Mas no final o que conta é a sua atitude. Espero que fique inspirado a comece a sua história.

Nunca vou esquecer, era dia 07 de março de 2014, acordei cedo aquele dia antes do meu celular tocar o despertador.

Lembro que olhei a hora e vi que dava para dormir mais um pouco, então virei de lado para tentar tirar uma soneca.

Entretanto não consegui dormir novamente, fiquei virando de um lado para o outro durante uns 20 minutos até que resolvi pegar o celular.

Parecia que o meu corpo sabia que algo estava me esperando, pois dificilmente me viro na cama e não consigo dormir novamente de manhã.

Então, como todo ser humano normal que conheço, fui mexer um pouco no celular.

* Obs: Se não faz isso pela manhã e levanta cantando, não gosto mais de você. Pare de ler esse e-book imediatamente, pois você não merece esse conhecimento…brincadeira, eu te perdoo.)

Como ia dizendo fui olhar o Instagram, Facebook, ver se tinha alguma recomendação de vídeo interessante no Youtube, ler algumas notícias e coisas assim.

Mas foi quando abri meu e-mail que achei algo interessante, uma notícia do site Melhores Destinos com uma promoção de passagem para Amsterdam.

“Mas espera um pouco, já li no seu blog que sua primeira viagem não foi para Amsterdam?”

Calma pequeno gafanhoto, vamos chegar lá.

Meu coração começou a bater mais forte, eu já estava juntando dinheiro e tinha decidido que iria viajar em 2014, levantei rapidamente e fui para o computador.

Contudo ainda haviam muitas dúvidas.

Já tinha lido bastante coisa em blogs e assistido vários vídeos sobre viagens, mas diversos pontos não estavam claros e alguns medos começaram a aparecer.

Não me sentia seguro, preparado para conseguir organizar tudo com o conhecimento que tinha.

Não tinha ideia por onde começar a organizar minha viagem, não sabia fazer um roteiro direito, como ia marcar o hotel no exterior, o que precisava para entrar na Europa, será que o dinheiro que tinha era suficiente, como é para tirar o passaporte, como ia me virar se algo desse errado, e a imigração, vacinas, documentos, bagagem…

E além disso tudo, meu inglês ainda é péssimo.

O medo tomou conta naquele momento e não consegui seguir em frente e comprar a passagem.

Talvez fosse algo bom, ou talvez iria me arrepender daquela decisão depois, não tinha como saber.

Nesse momento meu despertador tocou, estava na hora de começar meu dia. Então sai do computador, fui ao banheiro e segui para a cozinha pra tomar o café da manhã.

Kit completo planejamento viagem
O melhor kit de planejamento de viagem agora gratuito.

Comi pouco naquele dia pois estava meio aéreo, não conseguia parar de pensar naquela passagem.

Depois me levantei e voltei ao banheiro para escovar os dentes, tomei um banho demorado pensando no que tinha acontecido, e quando percebi já estava em cima da hora pro trabalho.

Sai correndo do banho, coloquei a primeira roupa que achei no armário e fui seguir a minha rotina de sempre.

Ir para a garagem, pegar a moto e acelerar para o trabalho.

Lembro que nesse dia tudo foi mais estressante que o normal, parecia que todos estavam ali só pra me irritar.

O chefe pegando no meu pé que tinha meta pra bater, os clientes e os colegas reclamando de tudo, início de mês, dia de pagamento, e como em muitos outros momentos eu pensando porque passava por aquilo todo dia.

Entretanto, mesmo com todo esse tumulto, uma coisa foi diferente. Quando estava atendendo um senhor idoso ele perguntou a minha idade e eu disse “vou fazer 32 final do mês”.

E lembro dele olhar pra mim e responder algo assim, “que bom, você ainda é novo, mas não deixa de aproveitar agora, porque depois vai ficando cada vez mais difícil. Eu comecei a trabalhar cedo e nunca parei. Trabalhei por mais de 48 anos e agora…deixa pra lá, tá cheio aqui e você tem que atender os outros”

Fiquei pensando muito nisso e o restante do dia foi passando, até que sai do trabalho, peguei a moto e fui pra casa acabado.

É curioso como as coisas vão acontecendo na nossa vida e por causa da correria do dia a dia nem sempre a gente consegue parar e pensar no rumo que elas estão tomando, principalmente se a gente não está no caminho que gostaria.

Mas isso foi bom, na verdade muito bom e quer saber porquê?

Aposto que você respondeu sim. Sujeito curioso em…eu também sou assim, mas calma que já vou chegar lá.

Como disse, tinha chegado em casa exausto, então deitei um pouco na cama pra conseguir respirar e me acalmar um pouco.

Depois de alguns minutos peguei o celular e fui olhar aquela promoção, pois apesar de tudo tinha pensado muito nisso. Na verdade, várias ideias e pensamentos estavam martelando na minha cabeça.

Primeira passagem de avião 1
Depois consegui conhecer Amsterdam e outros destinos.

Porém quando entrei no site da KLM (empresa de aviação holandesa que estava com a promoção) o preço tinha voltado ao normal.

Era o que precisava para acabar com o meu dia, parece que a gente só dá o real valor a uma oportunidade quando perde.

Virei para o lado chateado, sabendo que tinha perdido a oportunidade que procurava para sair um pouco da rotina, da mesmice, do looping em que minha vida tinha se transformado da casa para trabalho, trabalho para casa, casa/trabalho, trabalho/casa todos os dias, semanas, meses, anos e eu não fazia nada para mudar.

Sabe quando você para pra pensar e parece que a vida de todo mundo está andando e só a sua está estagnada? Sem nada de novo ou interessante para viver e compartilhar com as pessoas que você gosta.

Talvez pra você pareça muito drama apenas por uma passagem perdida, mas naquele momento pra mim não era só uma passagem para Amsterdam.

Era a chance de realizar um sonho, de fazer algo que desejava a muito tempo acontecer.

Porém ficava sempre adiando por achar que não era prioridade na minha vida, que não tinha condição, por achar que só quem é rico vai para o exterior e outras coisas que a sociedade coloca na nossa cabeça sem a gente perceber.

Além disso, minha esposa sempre falou comigo que queria viajar para Europa, era um sonho que a gente compartilhava quando estava conversando e falando sobre o futuro.

E tinha certeza que meu filho não iria reclamar nem um pouco em conhecer a Disney em Paris.

Então, saber que tinha sido vencido simplesmente pelo medo de mudar e colocar as coisas em prática me deixou ainda mais contrariado.

Mas como gosto de dizer, a vida não está nem aí pro seu planejamento.

Por isso, depois de alguns minutos deitado decidi que não iria passar mais por aquilo, chega de só reclamar, 2014 era o ano que faria a primeira viagem internacional com a minha família.

Então levantei, troquei de roupa e fui para o computador ver mais algumas coisas sobre viagem esperando a próxima promoção.

Quando abri a tela vi que não tinha desligado meu notebook, ele tinha ficado apenas suspenso.

Nesse momento pensei, será que a promoção voltou?

Será que os filmes de Hollywood são verdade e algo mágico vai acontecer?

Cliquei para abrir o google chorme e…nada, estava tudo em branco.

Brincadeira, só para aumentar o suspense.

Quando o navegador abriu e atualizou a tela do site Melhores Destinos lá estava, uma promoção de passagem, mas agora para Lisboa e com um preço ainda melhor.

Naquele momento era perfeito, o preço estava mais baixo e poderia entrar na Europa falando português.

Naquela época não falar inglês ainda era uma preocupação, visto que não tinha desenvolvido algumas técnicas para viajar e passar na imigração nesses casos.

Nessa hora não havia nenhuma dúvida, nenhum medo era capaz de me fazer desistir. Entrei no site da TAP e comprei as passagens para uma viagem de 15 dias.

Porém nada é tão simples, e essa viagem ainda se complica um pouco, mas isso é assunto para outra hora.

Nesse momento eu estava muito feliz, sai correndo do meu quarto e falei com minha esposa e com meu filho.

Naquele dia ficamos assistindo vídeos no Youtube e conversando até tarde sobre outros destinos que poderíamos visitar, foi uma sensação maravilhosa.

Primeira passagem de avião 2
Primeira viagem: Lisboa, Madrid, Paris e Londres.

Algumas fotos da minha primeira viagem.

Estava cansado de trabalhar o ano todo e quando chegava as férias ficava em casa ou ia sempre pro mesmo lugar porque estava sem grana.

Aquele era o momento que iria mudar isso.

Contudo uma coisa não mudou, até hoje quando compro uma passagem fico um pouco nervoso, mas diferente da primeira vez hoje acho isso gostoso.

Me deixa animado saber que vou viver novas experiências, ter novas histórias para contar e compartilhar, e poder lembrar disso tudo com carinho no futuro, quando tiver velhinho, sabendo que aproveitei a vida.

Porém, no dia seguinte voltei a realidade, a adrenalina baixou e comecei a pensar em tudo que tinha pela frente, tudo que tinha que organizar e aprender para fazer dessa viagem realidade.

Eu já tinha isso em mente, mas agora havia um relógio em contagem regressiva, com data e hora marcada para tudo acontecer.

E foi durante essa jornada de aproximadamente 9 meses, entre a compra da passagem e o meu retorno ao Brasil, que o embrião do curso De Malas para o Mundo surgiu.

Você não tem ideia como fiquei empolgado quando voltei de viagem, devia estar até chato com os outros, pois só falava disso.

E tudo que eu mais queria era viajar novamente nas próximas férias, mas sabia que para fazer isso teria que criar um método que me desse condição de juntar dinheiro e organizar tudo para viajar com o tempo que tinha disponível antes e depois do trabalho.

Algo que poderia seguir ano após ano para viajar sempre que quisesse.

Então estudei ainda mais sobre como economizar no dia a dia, como viajar de forma barata sem abrir mão das coisas mais importantes, como tirar vistos, passaporte, reservar a hospedagem, e tudo mais que fosse necessário.

Juntei tudo isso com o conhecimento que já tinha e os anos de trabalho como professor na faculdade da minha cidade, e criei um passo a passo simples e exclusivo com todo conhecimento que precisava para fazer uma viagem para o exterior.

Com método criado, no outro ano viajei de novo com minha esposa. Mas dessa vez para Paris, Berlim, Bruxelas e Amsterdam, em mais 15 dias incríveis pela Europa.

Em ordem: Paris, Berlim, Amsterdam e Bruxelas.

Depois dessa segunda viagem, muitos amigos e parentes que acompanharam tudo pelas redes sociais ou conversando comigo vieram me perguntar como eu tinha feito aquilo.

Alguns até brincavam, “Ficou rico? Ganhou na Mega-Sena e não falou nada?”

Então comecei a explicar para eles sobre o passo a passo que tinha criado e me possibilitou conhecer tantos lugares.

Vendo minhas viagens alguns se interessaram, e comecei a passar para eles tudo que tinha escrito e desenvolvido naqueles quase 2 anos.

Em contrapartida eles me ajudaram a desenvolver ainda mais esse conhecimento, me dizendo o que funcionava melhor e também me dando novas dicas que eles usavam.

E todos que realmente seguiram o passo a passo conseguiram viajar.

Meu primo foi o primeiro, depois a minha mãe, em seguida uma prima da minha mãe e em alguns meses mais dois amigos. Depois outros também conseguiram, mas esses foram meus “primeiros alunos”.

Com isso vi que o método era simples e realmente funcionava para qualquer pessoa que estivesse disposta a segui-lo.

Assim foi aperfeiçoando ainda mais o passo a passo, testando ainda mais dicas e criei coragem para gravar em vídeo o curso De Malas para o Mundo, que atualmente já ajudou centenas de pessoas a realizarem seus sonhos.

Agora, porque abri meus sentimentos, meus medos e te contei tudo isso?

Só para encher o blog e falar que já viajei muito?

De forma nenhuma. Contei minha história para te inspirar, te deixar animado para começar a aplicar as dicas do blog e do meu curso.

Porque muitas pessoas olham pra mim hoje e falam, “pra você é fácil, já fez isso várias vezes; você já conhece tudo, basta repetir o que já vez; você não tem medo, pode ir pra onde quiser”.

Mas elas não sabem como foi no início, todo mundo tem dúvidas e medo, isso é normal.

O importe é saber lidar com isso e não parar de perseguir seu sonho. Ficar paralisado diante do medo e da dúvida só vai te trazer arrependimento no futuro.

Mas chega de história, acredito que alcancei meu objetivo de te deixar inspirado, correto?

Então deixa nos comentários se já fez alguma viagem internacional e como foi a compra da sua passagem. E se ainda não viajou, conte o porque?

Agora aproveite o blog e veja diversas dicas para te ajudar.

Um grande abraço,

Marcello.

Kit completo planejamento viagem
O melhor kit de planejamento de viagem agora gratuito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *